Viagem Buenos Aires (parte 1)

Tem pouco tempo que voltei de férias( 2 semanas só, mas já foram suficientes), fui para buenos aires no início de outubro e vou postar aqui alguns lugares que recomendo ir para quem for lá.

Primeiramente, se prepare para andar bastante, pois como lá é uma cidade em que a comida faz parte do turismo, é bom andar bastante para desgastar.

Eu fiquei na Recoleta, é um bairro que fica a uns 5 min de táxi do centro, recomendo (+1), pois é bem tranquilo, meu hotel era um studio o Le Batiment, reservei pelo booking, e foi tudo muito bom, o quarto era grande, com cozinha e no booking dizia que precisaria pagar pelo serviço de quarto, porém bastava pedir para limparem o quarto que eles o faziam sem custos adicionais. Neste studio não tinha café da manhã incluso, era 5 dólares por pessoa, mas como tinha cozinha era mais prático comprar pão, frios e bebidas que valia mais a pena ( Os frios de lá são muito bons e baratos, vale muito a pena ir aos mercadinhos e conferir).  Outra vantagem deste hotel era que a recepção ficava aberta 24h, assim podíamos sair e chegar a hora que quisessemos.

No primeiro dia tomamos café na rua, num tal de café martinez, tomamos café com leite com 3 media lunas – são croissants doces, muito gostosos – porém o café com leite deste lugar era horrível, e por 19 pesos, definitivamente não valia a pena, é m lugar a se dispensar.

Café martinez - café com leite e media lunas

Café martinez - café com leite e media lunas

 

Fomos também ao Recoleta Mall ( tudo muito caro, não vale a pena comprar coisas lá que você pode comprar aqui, pois lá é mais caro), pelas ruas tinham várias placas como esta abaixo que não resisti e tive que tirar foto, e em seguida fomos ao cemitério( meio morbido, mas acreditem é um local turístico), todos comentam do túmulo da evita peron, mas não tem nada de mais, há outros mais bonitos.

Propagando do recoleta mall

Propagando do recoleta mall

Outro lugar legal de ir é a floralis genérica, é um parque ( a propósito, lá tem muitos parques, praticamente um por esquina) com uma flor de metal que se abre de manhã e fecha à noite.

 

Placa da praça das nações unidas com a flor de metal

Placa da praça das nações unidas com a flor de metal

 

 

Floralis Genérica

Floralis Genérica

 

E não podia faltar falar do almoço deste dia, muito interessante lá o seguinte, tem o cardápio normal, e tem o almoço executivo que é entrada prato principal, sobremesa e às vezes bebida incluída por um preço fixo, variava entre 45 e 55 pesos, a não ser que o restaurante fosse muito careiro que aí saia bem mais caro que isso. Fomos ao clarks, na recoleta, em frente ao cemitério, bem legalzinho o lugar, comi de entrada empanada de carne( Uma diliça) e de prato principal bife de chorizo com batatas fritas( aliás, em todos os lugares tem batata frita nos pratos principais) – recomendo, muito bom o bife e a empanada!

 

Bife de chorizo!

Bife de chorizo!

Vimos também tango na praça, isso por lá é muito comum, eles colocam um tapume no chão, um rádio tocando tango e dançam, aqui temos tocadores de flauta peruanos pelas pracinhas, lá eles tem apresentações de tango!

A noite fomos ao famoso Señor Tango, mutio recomendado por brasileiros, é um lugar muito legal, mas muito caro também, para ver só o show foram 210 pesos por pessoa, se quisessemos show mais jantar eram 600 pesos, por pessoa!  É bem legal, mas chega uma parte do show que é muito monótono, pois o cantor começa a contar piadas em espanhol ( é um bom horário para dar uma cochilada) . O lugar fica em barracas, é bem distante do centro, e nosso táxi do hotel na recoleta até lá foi que foi o mais caro da viagem ( pasmem agora), custou 40 pesos, para uma viagem de uns 25 min! Se for ao senõr tango, vá disposto a gastar, pois lá tudo é muito caro ( Se comparado ao Brasil, são os preços normais de restaurantes aqui, mas a nível de preços de comida na Argentina é caro) .

 

Señor Tango

Señor Tango

 

Isso tudo foi no sábado, no domingo fomos logo cedo a feira de San Telmo – só quinquilharias, lugar muito sem graça para ir de dia- , onde a única coisa que valeu a pena foi o show de tango ao ar livre no meio da rua. Quando saímos de lá o taxista disse que o bom mesmo é ir mais para a tardinha que não tem mais a feira, e só tem shows nas ruas (fica a dica).

Tango ao vivo em san telmo

Tango ao vivo em san telmo

Dali fomos para Palermo, pegamos um taxista guia turistico, que foi nos mostrando os locais turísticos por onde passávamos, nos mostrou até a humilde casa de Maradona. Fomos ao Jardim Japonês, lugar muito bonito, que recomendo a visita, é 8 pesos a entrada.

 

Casita de Dieguito

Casita de Dieguito

 

Jardim Japonês

Jardim Japonês

Vou encerrando este post por aqui, pois está ficando cansativo, tanto pra ler quanto pra escrever, no próximo eu continuo, mostrando mais lugares para se ir ou não ir em Buenos Aires.

2 thoughts on “Viagem Buenos Aires (parte 1)

  1. Pingback: Viagem Buenos Aires (parte 2) | Blog do Galluzzo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *