Viagem Buenos Aires (parte 2)

Dando continuidade ao último post, lá em Buenos Aires tem muitos museus, fui em 2  e sinceramente não recomendo fui ao museu nacional de belas artes e basicamente só se veem quadros e esculturas e ao malba – museu de arte latinoamerico de buenos aires-, me chamem de sem-cultura mas não é o meu programa favorito, portanto não recomendo.

O que recomendo fazer em buenos aires é caminhar bastante, lá caminhávamos o dia todo praticamente, as ruas são bem tranquilas e os lugares são relativamente próximos.

Caminhe em buenos aires e descubra belas praças

Caminhe em buenos aires e descubra belas praças

Outro lugar que fui e que é um ponto turístico de lá é a calle florida, basicamente é uma rua de comércio principalmente de couro, mas em questão de preços não achei nada muito barato não ( não entendo de couro então nem me pergunte) .

Calle Florida

Calle Florida

Um lugar interessante para se visitar é o shopping Galerias Pacífico, não para comprar mas sim pois é um lugar bem bonito, as lojas são lojas caras.

 

Galerias Pacífico

Galerias Pacífico

Neste dia almoçamos no restaurante Palacio de las Papas Fritas, aqui no Brasil todos nos recomendávamos este restaurante para comer as papas souffles, que nada mais são do que batatas fritas infladas com gosto de gordura reusada, ou seja, lugar dispensável, comida nada de mais, bem fraquinho o lugar.

Ao terminar de andar pela Florida você acaba chegando a plaza de Mayo onde fica a casa Rosada, é um lugar para você chegar, tirar umas fotos e só, quando voltei falaram que podia visitar, mas não fiz questão.

Plaza de Mayo e Casa Rosada ao fundo

Plaza de Mayo e Casa Rosada ao fundo

Para jantar fomos a um restaurante indiano Tandoor, não é muito baratinho não, mas diria que sai o valor de um jantar aqui no Rio, porém come-se e bebe-se muito bem. Recomendo, este restaurante fica na recoleta, o atendimento é excelente e a comida muito gostosa, só uma coisa, os pratos são individuais mas pelas fotos abaixo você pode ver que serve  mais que uma pessoa facilmente. E não posso esquecer do vinho, muito bom um vinho branco Mantra da Patagônia. Apenas um cuidado a ser tomado, o que eles disseram que é picante é de cuspir fogo, portanto se não gosta de pimenta cuidado com os molhos. Peça de entrada um Naan, é um pão típico indiano, parecido com um pão árabe com molhos típicos.

Pratos de cordeiro no Tandoor

Pratos de cordeiro no Tandoor

Vinho no Tandoor

Vinho no Tandoor

Em nosso último dia, visitamos Puerto Madero, fomos de manhã, é um lugar bonito, mas não tem muita coisa não, tem muitos restaurantes e bares, portanto recomendo ir a noite, e não de manhã como fiz. Os restaurantes de lá são muito bons e tem de tudo que é preço e tipo, eu fui no La Parolaccia, é um restaurante barato e com comida excelente.

Ponte de la mujer

Ponte de la mujer

Puerto Madero

Puerto Madero

Esse foi meu último dia de turismo lá, e a noite fomos a confitería ideal para termos aula de tango, é bem interessante para quem gosta de dançar, a aula custa 35 pesos uma hora de duração. Após a aula tem a milonga, também 35 pesos, que é um baile de tango, onde há muitos estrangeiros , e eles dançam tango!

Basicamente é isso, não fui ao caminito, mas não fiz questão também, nem a la bombonera.

Outras dicas que tenho a dar são as seguintes, se quiser comprar algo no freeshop da Argentina compre, não deixar pra comprar no daqui do Brasil que é mais caro ou o mesmo preço.

Quanto a dinheiro, levamos o visa travel money carregado com pesos, o mínimo são 400 pesos, é legal de se usar, pois funciona como cartão pré-pago e você não paga imposto. Você pode sacar dinheiro lá, no meu caso levei o mastercard de débito e em qualquer banco eu conseguia sacar, porém pagava uma taxa de 18 pesos para o banco de lá, 12 reais para o Banco do Brasil, e um iof de 0,35%, ou algo assim, portanto não vale a pena sacar, só se você realmente precisar! Para sacar lá, basta habilitar o uso  do cartão no exterior.  Outro detalhe: leve reais, lá a cotação das lojas que aceitam real é melhor que a cotação do real em agências de câmbio, dólar então melhor ainda! Toda compra que você faz com qualquer cartão que seja, crédito ou travel money (Débito não funciona, se te disserem que passaram débito é mentira, foi crédito), você precisa apresentar identidade ou passaporte (cópias servem) e assinar. Levar pesos também é bom, pois taxi lá é muito barato e comodo, tem aos montes, e são baratos, porém só aceitam pesos. Alguns lugares tem o chamado Tax Free, peça se vir o adesivo na porta da loja ou algo que indique que tem, nem sempre eles te oferecem de livre e espontânea vontade, não é muta coisa, mas dá pra pagar o almoço no aeroporto que não é muito baratinho não. Eu consegui Tax free na loja da Havanna, uma de cosméticos que minha namorada foi e ela conseguiu num stand de bijouterias.

Quanto aos taxis, não tive problema algum, nada de notas falsas nem troco errado, mas uma coisa que eu fiz sempre foi falar o valor que eu estava entregando-os, fica a dica.

No próximo post fecharei essa linha falando de alfajores e uns cafés que fui e recomendo!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *